19/4/2017 - Banco da Amazônia lança Rota do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte em Altamira-PA

Em 2017, cerca de R$ 4,6 bilhões estão destinados a dinamizar a economia, gerando desenvolvimento, emprego e renda na Região Norte

O Banco da Amazônia vai lançar amanhã (20) a Rota do FNO, evento que tem a finalidade ampliar o conhecimento sobre as linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), gerar desenvolvimento econômico e social, com a visão ambiental, aquecer a economia e dinamizar a concessão de crédito. Será no município de Altamira, no Shopping Serra Dourada, às 16 horas.

Leia mais...

18/04/2017 - Fotógrafo José Medeiros abre exposição “Já Fui Floresta”

Mostra conta com apoio do Banco da Amazônia e aborda a relação dos índios com o mundo globalizado

“Já Fui Floresta” é a nova exposição do fotógrafo José Medeiros, que será aberta amanhã (18), no Espaço Cultural do Banco da Amazônia, a partir das 18h30. A mostra destaca a natureza e sua riqueza, vividas por indígenas quando percorrem a densa mata do território de suas aldeias.

Leia mais...

17/04/2017 - BANCO OFERECE OPORTUNIDADE DE RENEGOCIAÇÃO PARA OPERAÇÕES RURAIS

O Banco da Amazônia chama os produtores rurais, beneficiários de operações que contrataram operações de crédito rural até 31 de dezembro de 2011 com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), ou com recursos mistos dos referidos Fundos com outras fontes, relativas a empreendimentos localizados na área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia – SUDAM.

Leia mais...

11/04/2017 - Juros do FNO se mantêm reduzidos no setor não rural

Os empreendedores não-rurais que contam com financiamento do Fundo Constitucional de Financiamento (FNO), operada exclusivamente pelo Banco da Amazônia com as menores taxas das linhas de crédito de fomento da região, continuam com acesso aos juros reduzidos. As taxas ainda menores pelo uso do dinheiro do Fundo possibilitarão a dinamização dos negócios dos empreendedores e o aquecimento da economia. A decisão foi tomada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), por meio da resolução nº 4.561, que reduziu as taxas integrais passando de 9% a 9,5% para 8,55% a 9,05%. O beneficio alcançará quem realizar contratações a partir de 1° de abril até 31 de dezembro de 2017.